• Você não está feliz com o seu sorriso. Qual o primeiro passo?

    Você não está feliz com o seu sorriso. Qual o primeiro passo?

    Postado por: EuAmoOdonto
    Categoria: Saúde/Bem-estar

    Obviamente irão dizer: Procurar um dentista.

    Eu, mesmo sendo dentista, diria que a solução vai muito além disso. E, até mesmo, mais simples do que isso.Vivemos dias de fúria, num caos completo, que nos tira o sono e a paciência. Estamos com a cabeça cheia de problemas, de prazos, metas e insatisfações. E com a pressão que sofremos fica impossível sorrir.

    De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), a Saúde é um bem estar físico, social e emocional. E eu, tendo consciência da minha rotina e dos meus problemas, posso afirmar que não estou tão saudável quanto eu gostaria ou deveria. Você já parou pra pensar nisso?

    Não conseguimos sorrir porque vivemos sob pressão. Somos seres que sofremos “DEpressão”. Exatamente aquela doença que faz com que não tenhamos vontade de trabalhar, de levantar da cama, que nos deixa tristes e desanimados. Volto a perguntar: Como sorrir assim?

    Voltando ao começo desse texto, qual o primeiro passo quando não se está feliz com o próprio sorriso?

    Eu acredito que devemos, primeiramente, identificar os motivos que temos para sorrir em meio a tantos outros que justificam nosso mau humor e impaciência. Aquela máxima de que a “felicidade está nas pequenas coisas” sabe? Precisamos viver isso.

    Acordar todos os dias com o corpo físico em perfeito funcionamento já é um grande motivo para sorrir. Um café, pão com manteiga também. Ainda mais aquele café fresquinho que deixa a casa com cheiro de casa de mãe. E aquela cor azul do céu? Outro motivo!

    Se você tem um teto, uma cama onde pode descansar, roupas e calçados para usar, um chuveiro com água quente ou pode beber um copo de água gelada pra matar a sede nos dias quentes, você tem motivos para sorrir.

    Se você tem um trabalho, se faz o que gosta e, mais ainda, tem alguém que elogie o modo como você trabalha e é reconhecido por seu ofício, você já tem mais motivos pra abrir a boca e sorrir!

    Se você tem com quem compartilhar os acontecimentos do seu dia, se você tem alguém que faz um cafuné gostoso enquanto assiste TV ou se você tem filhos com essa pessoa que completa seus dias, você tem mais milhões de motivos para sorrir.

    Agora, se você crê em algo ou alguém muito maior que você (e eu, particularmente, chamo esse alguém de Deus) que renova suas energias e faz aquele aperto no peito diminuir quando tudo parece oprimir seu coração, você não tem motivos para não sorrir.

    Conseguiu identificar motivos pequenos para sorrir um pouquinho todos os dias, mesmo em meio aos problemas e turbulências da vida moderna? Ótimo! Você já deu o primeiro passo!

    O segundo pode ser procurar um Dentista, seja para uma limpeza, um clareamento, pra colocar um aparelho ou colocar dentes novos caso você não os tenha! Ou, até mesmo, nenhum desses motivos! Você pode procurar um dentista amigo para uma conversa e um café!

    Sorria! A vida é muito curta e o maior dos nossos problemas é dar importância demais ao que não tem importância alguma!

    *Juliana Lemes, graduada pela UNESP-SJC, atua em clínica geral e estética dental. Dentista 10h por dia, “escritora” nas horas vagas e “maquiadora” de vez em quando - das resinas, dos clareamentos, dos sorrisos e dos pincéis!

    Deixe seu comentário