• Tratamento Ortodôntico: 10 Dicas para contribuir com o êxito

    Tratamento Ortodôntico: 10 Dicas para contribuir com o êxito

    Postado por: Dra. Thalita Varela Galassi
    Categoria: Histórias de Dentista

    Essa matéria visa contribuir para o ortodontista, elevar o nível de atendimento, além de orientar sobre detalhes que poderão fazer a diferença em sua rotina clínica diária.

    1-Tratamento clínico prévio a qualquer procedimento ortodôntico

    Estar livre de doenças cariosas e periodontais se faz necessário antes de qualquer intervenção ortodôntica.

    2-Higiene: Falar, Mostrar e Fazer

    Esses três verbos, muito utilizados no condicionamento odontopediátrico, é muito aplicável para nós também que atendemos adultos.

    Nesse aspecto, podemos aplicar as orientações de higiene. Não podemos cobrar algo do qual não ensinamos. Pode parecer óbvio pra nós, mas sim, o paciente pode não saber mesmo higienizar.

    Eu recomendo os produtos de higiene, mostro a eles quais são e ensino como utilizar. Tenho um display didático de um manequim com aparatologia montada, escovas, fios e acessórios. Costumo programar uns 20 minutos a mais na consulta para me dedicar a isso. Acredite, faz toda a diferença

    3-Diagnóstico e Planejamento

    Independente da técnica e filosofia, o planejamento ortodôntico se mantém. É fundamental fazermos uma análise criteriosa, disponibilizar tempo em nossa agenda para isso.. Atualmente temos um grande arsenal de opções e devemos utilizá-lo em prol do nosso paciente.  Oferecendo opções de tratamentos,  inclusive de aparelhos, de acordo com a complexidade do caso, perfil, idade e má-oclusão.

    4-Dividir com o paciente as responsabilidades

    Sabemos o quanto a colaboração do paciente é importante, para alcançarmos sucesso do início ao fim do tratamento ortodôntico. Então, expor isso a ele é fundamental.

    5-Planejar a colagem dos braquetes

    Sabemos o quanto essa etapa é importante para todo o bom andamento do tratamento. Podemos lançar mão também da colagem indireta, por ser uma alternativa para se conseguir precisão na posição dos braquetes.

    6-Realizar profilaxias periódicas

    Além do controle periodontal, a avaliação clínica periódica permite analisar a condição dos elementos dentários. Possíveis formações de lesões cariosas e já encaminhar ou tratar antes que evolua.

    7-Solicitar/ realizar  exames complementares ao longo do tratamento

    Dependendo do paciente, radiografias panorâmicas, levantamento periapical, a cada 12 meses, por exemplo; fotografias a cada etapa ortodôntica concluída. Além de monitorar o nosso sítio de trabalho,  ter registros da evolução do tratamento é um hábito muito saudável

    8-Anotar todas as informações possíveis no prontuário clínico

    Quebras, faltas, avisos, solicitações de exames, encaminhamentos, código dos exames que foram retirados para visitar outras especialidades encaminhadas, além de escrever sobre a evolução do tratamento e criar o hábito de pedir para o paciente assinar. Um modo de comprovar a ciência de tudo o que foi acordado entre dentista- paciente.

    9-Ética e respeito com exames

    Nesse mundo de mídias, faz-se fundamental lermos os termos dispostos no Código de Ética, sobre sigilo profissional. O código apenas autoriza a divulgação sob ciência do paciente e com intuito didático- científico. (Sugiro ler o código de ética para se aprofundar no assunto)

    10- Evitar contatos com os pacientes em suas redes sociais pessoais.

    Para isso, procure criar um site do consultório, páginas no facebook ou outras mídias voltadas a eles e com linguagem totalmente profissional. Em  whatsapp ou qualquer outro meio de conversas, procure também falar sobre assuntos estritamente profissionais, como marcações de consultas ou confirmação das mesmas. Existem empresas especializadas a criar esse relacionamento em mídias do paciente com dentista.

    Até a próxima matéria.

    Cirurgiã- Dentista, Especialista em Ortodontia

    Professora e Digital Influencer

    Membro da Comissão de Mídias Digitais e Sociais em Odontologia do CROSP

    Compartilhando conhecimento e o amor pela profissão nas mídias.

    Deixe seu comentário