• Restauração de dentes anteriores fraturados

    Restauração de dentes anteriores fraturados

    Postado por: EuAmoOdonto
    Categoria: Mercado

    Autor: Dr. Fábio Sene 
    Especialista, Mestre e Doutor em Dentística Restauradora pela FOB/SP
    Doutorado Sanduíche pela FOB/SP e University of Missoury – School of Dentistry / USA
    Pesquisador associado do departamento de Bioengenharia da Kansas University  / USA
    Professor associado de Odontologia Restauradora da UEL/PR

    O paciente apresentava extensa fratura dos dentes 21 e 22 devido a trauma. O tecido pulpar não havia sido comprometido, o que evitou a necessidade de intervenção endodôntica. Como tratava-se de uma fratura completa, diferentes opacidades de resina tiveram que ser empregadas para criar um efeito tridimensional mais natural. Ao concluir o trabalho, o paciente mostrou-se satisfeito com o resultado e recebeu as informações sobre os cuidados necessários para manutenção da longevidade da restauração.

    Gataranta agora os produtos utilizados no caso clínico.

    • Vista inicial do caso, detalhando a fratura do dente 21.

      Vista inicial do caso, detalhando a fratura do dente 21.

    • Tecido pulpar, sem exposição, foi protegido por cimento de hidróxido de cálcio.

      Tecido pulpar, sem exposição, foi protegido por cimento de hidróxido de cálcio.

    • Foi realizado o bisel na superfície, condicionamento ácido e aplicação de adesivo.

      Foi realizado o bisel na superfície, condicionamento ácido e aplicação de adesivo.

    • O esmalte palatino foi restabelecido com Resina Llis (FGM) Incisal (translúcida).

      O esmalte palatino foi restabelecido com Resina Llis (FGM) Incisal (translúcida).

    • Início da confecção do corpo dentinário com Resina Llis DA3,5 (FGM).

      Início da confecção do corpo dentinário com Resina Llis DA3,5 (FGM).

    • Foto--6-.JPG
    • Confecção do corpo dentinário do terço médio com Resina Llis DA3 (FGM).

      Confecção do corpo dentinário do terço médio com Resina Llis DA3 (FGM).

    • Notar a integração das massas de dentina.

      Notar a integração das massas de dentina.

    • No terço incisal foi aplicada Resina Llis DA2 (FGM).

      No terço incisal foi aplicada Resina Llis DA2 (FGM).

    • Estratificação dentinária proporcionada pelos diferentes cromas de dentina.

      Estratificação dentinária proporcionada pelos diferentes cromas de dentina.

    • Visão incisal mostrando o espaço a ser utilizado pela resina de esmalte.

      Visão incisal mostrando o espaço a ser utilizado pela resina de esmalte.

    • Aplicação da camada superficial de Resina Llis EA1 (FGM).

      Aplicação da camada superficial de Resina Llis EA1 (FGM).

    • No dente 22, após biselamento e realização da camada híbrida, o esmalte palatino foi confeccionado com Resina Llis (FGM) Incisal (translúcida).

      No dente 22, após biselamento e realização da camada híbrida, o esmalte palatino foi confeccionado com Resina Llis (FGM) Incisal (translúcida).

    • A resina Llis DA3,5 (FGM) foi utilizada para confecção do corpo dentinário.

      A resina Llis DA3,5 (FGM) foi utilizada para confecção do corpo dentinário.

    • Os terços médio e incisal receberam Resina Llis DA2 (FGM).

      Os terços médio e incisal receberam Resina Llis DA2 (FGM).

    • Como camada superficial, o esmalte vestibular foi criado com Resina Llis EA1 (FGM).

      Como camada superficial, o esmalte vestibular foi criado com Resina Llis EA1 (FGM).

    • Retomada a hidratação dental, resultado após acabamento com discos de lixa Diamond Pro (FGM) e polimento com discos de feltro Diamond Flex (FGM) e pasta diamantada Diamond Excel (FGM).

      Retomada a hidratação dental, resultado após acabamento com discos de lixa Diamond Pro (FGM) e polimento com discos de feltro Diamond Flex (FGM) e pasta diamantada Diamond Excel (FGM).

    • Resultado Final.

      Resultado Final.

    Vista inicial do caso, detalhando a fratura do dente 21.
    Tecido pulpar, sem exposição, foi protegido por cimento de hidróxido de cálcio.
    Foi realizado o bisel na superfície, condicionamento ácido e aplicação de adesivo.
    O esmalte palatino foi restabelecido com Resina Llis (FGM) Incisal (translúcida).
    Início da confecção do corpo dentinário com Resina Llis DA3,5 (FGM).
    Foto--6-.JPG
    Confecção do corpo dentinário do terço médio com Resina Llis DA3 (FGM).
    Notar a integração das massas de dentina.
    No terço incisal foi aplicada Resina Llis DA2 (FGM).
    Estratificação dentinária proporcionada pelos diferentes cromas de dentina.
    Visão incisal mostrando o espaço a ser utilizado pela resina de esmalte.
    Aplicação da camada superficial de Resina Llis EA1 (FGM).
    No dente 22, após biselamento e realização da camada híbrida, o esmalte palatino foi confeccionado com Resina Llis (FGM) Incisal (translúcida).
    A resina Llis DA3,5 (FGM) foi utilizada para confecção do corpo dentinário.
    Os terços médio e incisal receberam Resina Llis DA2 (FGM).
    Como camada superficial, o esmalte vestibular foi criado com Resina Llis EA1 (FGM).
    Retomada a hidratação dental, resultado após acabamento com discos de lixa Diamond Pro (FGM) e polimento com discos de feltro Diamond Flex (FGM) e pasta diamantada Diamond Excel (FGM).
    Resultado Final.

    Deixe seu comentário