• Relacionamento Dentista e Paciente

    Relacionamento Dentista e Paciente

    Postado por: EuAmoOdonto
    Categoria: Dentista de Sucesso

    Não tem nada pior que se sentir leigo em uma consulta, não é mesmo? Todos nós temos essa sensação de impotência quando estamos nas mãos de outra pessoa.
    Você já parou para pensar como é possível deixar seu paciente seguro em uma consulta ao dentista? Como fazer que ele confie sua saúde bucal a alguém e tranquilizá-lo para começar um tratamento?

    Sinto esta mesma insegurança quando vou ao médico, por desconhecer as técnicas que ele tem a me oferecer e manter minha boa saúde. Como dentista, uma profissional da saúde, também tento sempre ver meus pacientes com empatia ou seja, uso a técnica de me colocar na posição do paciente.

    Acredito que a comunicação do dentista com seu paciente deva ser a mais clara possível, só assim ele terá confiança em entregar sua saúde nas mãos de um especialista.

    Nós dentistas oferecemos tratamentos que muitas vezes o paciente não consegue enxergar, quanto mais entender. Por isso, é essencial que o profissional use outros elementos e instrumentos que facilitem essa comunicação. Por exemplo, apresentar fotografias ou um planejamento digital do sorriso (DSD), test-drive (a possiblidade do paciente ver como seu tratamento reabilitador estético ficará antes mesmo de começar), exames radiográficos e tomográficos, e claro uma boa argumentação.

    Costumo dizer para meus pacientes que as primeiras consultas são sempre mais longas, visto que colho todo histórico médico e familiar; no retorno, aproveito para apresentar o planejamento do tratamento. Depois disso, o caso estará praticamente concluído, porque o principal de uma consulta é o diagnóstico correto e a construção da confiança entre ambas as partes.

    Sugiro então, aos colegas dentistas, que antes de proporem qualquer tratamento a seus pacientes, não esqueçam de conhecer os medos, receios e experiências passadas de cada um. Desta forma, você irá passar ao seu paciente um diagnóstico claro com todos os detalhes do tratamento e ele se sentirá muito mais confortável para começar.

    *Jacqueline Schneider é Graduada em Odontologia pela Universidade Federal do Ceará e Pós- Graduada em Prótese Convencional e sobre Implante pela ABO-CE.

    Deixe seu comentário