• Protetores bucais

    Protetores bucais

    Postado por: Dr. Daniel Machado
    Categoria: Dentista de Sucesso

    Na literatura já é comprovado que os esportes podem levar à fadiga muscular da face (devido a excessiva contração dos músculos tensionadores do fechamento da mandíbula) e traumas dentários que podem levar até a  perda  do dente, no caso dos anteriores acarretando transtornos emocionais e até psicológicos.

    A fadiga muscular pode gerar dor quando a contração é prolongada ou com frequência, fazendo – se necessário o uso de protetores bucais para reduzir a atividades dos músculos durante a atividade física e também protegendo os dentes de qualquer tipo de impacto.

    A NYSSF (National Youth Sports Foundation) afirmou em pesquisas que toda modalidade de impacto tem 10% de chance de sofrer algum tipo de lesão facial e que durante toda a carreira de um esportista esse número sobe para 56%.

    Existem três tipos de protetores bucais: estoque, termoplásticos e personalizados. Os dois primeiros são pré-fabricados e os personalizados são feitos sob medida por um cirurgião-dentista.

    1) De estoque: Apresentado nos tamanhos P, M e G. Sem qualquer formato personalizado. O atleta precisa morder o protetor para não cair, consequentemente causando fadiga muscular, interferindo também na respiração e fala.

    2) Termoplásticos: Como o próprio nome diz é necessário colocá-lo em banho maria e depois levar à boca para registrar a mordida. Apresenta uma maior adaptação na boca, mas não distribui as forças de forma correta, além de trazer riscos ao atleta quanto a queimaduras na boca no processo de banho maria.

    3) Personalizados: Atualmente, é o melhor protetor bucal disponível no mercado. Confeccionado pelo cirurgião-dentista através da moldagem da arcada dentária e posteriormente personalizado, levando a uma melhor adaptação e conforto ao paciente. Outro benefício é quanto a personalização do protetor que pode ser de qualquer cor, escrito ou não e assim agradando o atleta no uso. Clique aqui para garantir os materiais para a confecção.

    Segundo a Academia Norte-Americana de Odontologia Desportiva, o uso de protetores bucais na prática esportiva reduz em até 80% o risco de perda dentária.

    Portanto, mediante a pesquisas, estudos e dados faz se necessário o uso dos protetores bucais esportivos personalizados como prevenção de qualquer tipo de injúria facial.


    Dr. Daniel Machado
    Cirurgião-Dentista formado pela Universidade Metropolitana de Santos CRO 71.604;
    Vice-Presidente da Academia Brasileira de Estética Orofacial-ABEO;
    Membro Titular da Academia Brasileira de Implantes Dentários- ABROSS;
    Fellowship Americam Academy of Procedural Medicine – AAOPM;
    Coach – Sociedade Brasileira de Coaching;
    Ministrador de cursos da Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas- Proteína Botulínica e Preenchedores faciais em Odontologia ha cinco anos.

    Deixe seu comentário