• Por que investir em marketing no seu consultório

    Por que investir em marketing no seu consultório

    Postado por: EuAmoOdonto
    Categoria: Dentista de Sucesso

    Em todos os segmentos de mercado, inclusive na odontologia, é possível notar que a relação empresa-cliente mudou. Oferecer um atendimento convencional já não é mais suficiente para deixar os pacientes satisfeitos e mantê-los fiéis ao profissional. Uma série de atitudes, como treinamento de equipe, pesquisa de satisfação, entre outras, são fundamentais para conquistá-los.

    Muitos dentistas se perguntam se é preciso investir em marketing (para atrair novos pacientes e reforçar suas receitas), uma vez que isso exige muito trabalho, dedicação e, em alguns casos, investimento financeiro. A resposta é sim: é preciso entender que o cenário atual é caracterizado pela alta competitividade, em que qualidade deixou de ser fator único para obter sucesso no negócio.

    De acordo com Nísia Teles, especialista em empreendedorismo e novos negócios, está surgindo uma era voltada para os valores. “Antes, o cliente procurava uma solução para o seu problema, mas hoje, ele busca satisfação funcional, emocional e espiritual nos serviços que escolhe. O nosso cliente não quer apenas um sorriso bonito e saudável (satisfação funcional), ou que o atendimento seja agradável e acolhedor (satisfação emocional). Ele almeja, acima de tudo, ‘satisfação espiritual’, isto é, quer ser tratado como ser humano, com mente, coração e espírito’'.

    Quando se fala em marketing, faz-se uma referência a algo muito maior do que anúncios e veiculação da imagem da empresa em canais de comunicação como jornais, revistas e portais da internet e redes sociais. O termo é muito mais amplo e envolve ações de fortalecimento da marca ou a criação de uma identidade para o negócio. “Antes de tudo, é preciso compreender que o marketing está ligado à atitude; é o jeito de ser e de agir do profissional que fará ele ser querido ou não. Os clientes querem saber se o seu serviço está sendo praticado com ética, bom humor, comprometimento, empatia e sustentabilidade. Isso porque na era dos valores não basta ser bom para o cliente, tem que ser bom para a cidade, para o planeta e para a vida em coletividade”, afirma Nísia.

    Até mesmo a rotina de trabalho do dentista mudou. De acordo com o professor e consultor de marketing de serviços odontológicos, Daniel Brito, não se admite mais, nos dias de hoje, profissionais que ficam oito, dez, 12 horas sentados no mocho. Ele afirma que é preciso definir horários para as atividades, gerenciamento, relacionamento com o cliente, planejamento estratégico ou simplesmente para dedicar a dar uma passeada no consultório e ver como estão as coisas. “Não estamos falando em transformar consultórios ou clínicas em empresas ou cirurgiões dentistas em empresários, estamos falando em manter uma estrutura sustentável com qualidade percebida, garantia da satisfação na solução de necessidades e lucratividade”.

    Depois de planejar e implementar o plano de marketing, é de extrema importância que o profissional faça a mensuração dos resultados para que compreenda quais objetivos estão sendo alcançados e quais precisam de ajustes ou mais esforços. “Além do aumento do número de pacientes, é importante observar a lealdade e o engajamento dos mesmos, a satisfação em relação ao serviço prestado e como a clínica e a equipe são percebidas por eles”, completa Nísia.

    Fonte: com informações do Jornal APCD (Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas)

    Deixe seu comentário