• Dicas para cirurgiões-dentistas recém-formados

    Dicas para cirurgiões-dentistas recém-formados

    Postado por: EuAmoOdonto
    Categoria: Dentista de Sucesso

    Por Fabrício Figueiredo Mendes*

    Não quero aqui dizer que todas as dicas abaixo são infalíveis. Muito menos que seu sucesso será garantido caso você as siga. Mas partindo do princípio que você se formou numa boa faculdade e principalmente, se esforçou para ser um bom dentista, as dicas abaixo podem sim fazer você se destacar da concorrência.

    - Estude Farmacoterapia. As drogas mais utilizadas na Odontologia são poucas e não custa saber o básico. Escreva para você o nome das drogas, a posologia e indicação. Não há nada mais tosco do que um dentista que só sabe prescrever Amoxicilina, Diclofenaco e Dipirona/Paracetamol;

    - Não faça nada que você não domine. O bom dentista não é aquele que pega todos os casos, mas aquele que termina bem o que começou. Não tenha vergonha de encaminhar. Dentistas podem ser sim parceiros;

    - Não confie no que o paciente diz, e nem duvide do que ele sente. É complicado, mas só com o tempo você aprenderá a ter o feeling para distinguir o que é real e o que é fantasia;

    - Escreva TUDO que você fizer e colete autorização dos pacientes antes de fazer. Documentar-se nunca é demais;

    - Cuidado com 'colegas', ACD´s e secretárias em geral. Onde se ganha o pão não se come a carne;

    - Sempre que encaminhar um paciente, faça cópia em carbono e coloque no prontuário anexado. O mesmo serve para termos de consentimento pós prognósticos ruins onde o paciente insistir no tratamento. Mande ele assinar TUDO;

    - Não faça negociação com o paciente. Quando ele vai no supermercado ele não negocia o preço da fruta, do feijão. Não transforme seu trabalho em feira. Estabeleça metas fixas. Paciente pagou em dinheiro dê 10%, por exemplo.

    - Esteja sempre embasado em CIÊNCIA. Mas não esqueça seu lado humano em casa;

    - Certifique-se que o paciente entendeu o que vai ser feito. Tudo que você fala antes é explicação. Tudo que você fala depois é desculpa;

    - Tenha uma tabela fixa com os valores dos seus procedimentos. Não cobre pela cara da pessoa ou como a paciente se veste. O cidadão mais rico da minha cidade anda de chinelo de dedo;

    - Tente fazer a melhor anamnese, o melhor exame físico, o melhor exame extra e intra-oral. Isso é um dever seu;

    Se alguma dessas dicas ajudar a pelo menos um colega, recém-formado ou não, ter escrito esse post terá valido à pena.

    Lembre-se: não seja mais um dentista, seja o melhor. ;)












    *
    é dentista, fundador
    do blog Vida de Dentista
    e da CEPTO Odontologia.

    Deixe seu comentário