• Deixando de ser criança – Passei no Vestibular!

    Deixando de ser criança – Passei no Vestibular!

    Postado por: EuAmoOdonto
    Categoria: Histórias de Dentista

    Por Juliana Lemes*

    Essa é a época do ano que os estudantes que se dedicaram ao vestibular mais aguardam: os resultados das provas! Esse post é pra você que, em alguns anos (e vai passar rápido, acredite), será meu colega da profissão! Parabéns BIXO! Você está na faculdade!

    Eu poderia escrever páginas e mais páginas sobre a sensação que tive quando vi meu nome na lista de aprovados da UNESP! Sinto o frio na barriga até hoje e a mesma vontade de gritar! Assim como você eu batalhei muito e abri mão de muitas coisas pra que essa conquista fosse possível.

    Optei por uma Universidade que ficava em outra cidade. Em Resende, onde moro, não tem curso de Odontologia e, pra ser franca, eu tinha escolhido cursar Odontologia em uma Universidade específica – UNESP, São José dos Campos.

    Bem-vindo ao mundo do estudante

    Era tudo novo! Fiquei muito ansiosa em relação à moradia, deslocamento, novas amizades e quanto ao próprio curso! Meus pais também ficaram preocupados, afinal eu nunca tinha saído das asas deles, seria mais um gasto (ou melhor, investimento financeiro) e era impossível prever o que aconteceria dali em diante.

    Minha intenção com esse texto é ajudar o ingressante a se orientar nesse mundo novo e muito divertido que é a Universidade!

    - Caso você não tenha parentes ou qualquer referência de moradia na cidade onde vai estudar, procure a secretaria da faculdade e peça informações sobre repúblicas ou pensionatos! Na UNESP tinha um catálogo com o nome e o telefone de pessoas que ofereciam vagas para estudantes e nos murais espalhados pela faculdade sempre há algum anúncio de vaga para moradia.

    - Morar sozinho ou não? Eu acho que a experiência de conviver com pessoas desconhecidas é muito importante para o amadurecimento pessoal. Aprender a lidar com as diferenças, fazer novos amigos, aprender sobre outras culturas, tudo é válido! Pode parecer coisa boba, mas essa interação faz a nossa cabeça mudar! Eu conheci pessoas muito legais e pude contar com a ajuda desses colegas inclusive nos meus estudos!

    - Divirta-se com os trotes e as festas! Aproveite para interagir e não tenha vergonha de participar das atividades. Lógico que tudo tem limite e você precisa selecionar os ambientes que vai frequentar! Na minha Universidade tinha uma equipe de recepção dos calouros. Eles conversavam com a gente e perguntavam que tipo de brincadeira a gente toparia. Nada que não quiséssemos fazer era feito. O trote era solidário: doação de sangue e arrecadação de leite em pó e outros mantimentos e, também, fraldas geriátricas. O que eu acho SUPER LEGAL! Até pra ter a cara pintada era preciso um termo de consentimento! Mas o que eu digo é: aproveite cada minutinho dessa recepção! Tire fotos, divirta-se e orgulhe-se do status “calouro”!

    - No começo do curso a gente fica um pouco perdido em relação às matérias! É tudo muito novo e nada vai parecer ter ligação com nada! Dá vontade de desistir porque achamos que estamos no lugar errado. Sempre que você pensar assim lembre-se que você está conhecendo uma coisa totalmente nova pra você! Os termos técnicos e científicos, as imagens, tudo! Não desista! Persista que coisas boas chegarão até você! No começo você acha que tudo aquilo não tem a ver com a Odontologia. Mas é assim mesmo! O curso básico é importante para o que você viverá na clínica!

    - Mais uma vez eu digo: conte com a ajuda dos veteranos! Pergunte a eles sobre livros, materiais, comportamento, transporte, alimentação! Eles vão ajudar você! Há alguns anos eles também tiveram as mesmas dúvidas, ansiedades e medos! É bom ter um veterano como padrinho.

    Aproveite cada segundo

    É uma época deliciosa! Você aprende a se virar, se sente independente, gente grande! Agora com a internet ao alcance das mãos, fica mais fácil matar a saudade dos parentes e de casa! Na minha época era mais difícil (risos)!

    Pinte a cara, vista-se de branco e seja muito bem vindo ao meu mundo! A Odontologia está de braços abertos para receber você que quer construir sorrisos!

    *Juliana Lemes, graduada pela UNESP-SJC, atua em clínica geral e estética dental. Dentista 10h por dia, “escritora” nas horas vagas e “maquiadora” de vez em quando - das resinas, dos clareamentos, dos sorrisos e dos pincéis!

    *Juliana Lemes é graduada pela UNESP-SJC, atua em clínica geral e estética dental. Dentista 10h por dia, “escritora” nas horas vagas e “maquiadora” de vez em quando - das resinas, dos clareamentos, dos sorrisos e dos pincéis!

    Deixe seu comentário